1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Durante as primeiras vinte semanas da gestação, a mulher deverá executar suas tarefas com cuidado, fazendo somente aqueles esforços que são realmente necessários. Caso contrário, poderá sofrer um aborto espontâneo. A verdade é que muitas mulheres não têm o conhecimento necessário dos sintomas de um aborto espontâneo e muitas vezes ignoram que seu corpo está alertando, através de sintomas, o que poderá a acontecer.

Alguns cuidados da parte da mulher podem evitar que este episódio tão triste e desagradável aconteça.

Realizar consultas regulares com um especialista desde que a mulher descobre a gravidez também pode impedir que o aborto espontâneo aconteça.

Sintomas do Aborto Espontâneo

Entre os principais sintomas que indicam aborto espontâneo, pode-se destacar:

  • Febre;
  • Calafrios constantes;
  • Corrimento vaginal com presença de odor forte;
  • Sangramentos vaginais, dor abdominal intensa;
  • Perda de líquidos pela vagina, perda de coágulos de sangue pela vagina;
  • Dor de cabeça constante e intensa;
  • Ausência de movimentos fetais por mais de 4 horas.

As mulheres que sentirem qualquer um desses sintomas devem ir imediatamente ao hospital mais próximo a elas.

SAIBA IDENTIFICAR OS SINTOMAS QUE INDICAM O ABORTO ESPONTÂNEO

Aborto Espontâneo: Causas

O aborto espontâneo pode ocorrer por diversos motivos, dentre eles estão:

  • Má formação fetal;
  • Excesso no consumo de tabagismo e de bebidas alcoólicas;
  • Uso de substâncias ilícitas;
  • Infecções;
  • Doenças como diabetes e hipertensão;
  • Traumatismo abdominal;
  • Idade avançada da mulher.

Na lista acima estão os motivos mais comuns que causam aborto espontâneo. Excesso de peso e baixo peso, alterações hormonais, apesar de serem menos comuns, também podem causar aborto espontâneo.

Aborto Espontâneo: Prevenção

Não são muitas as maneiras de evitar que o aborto espontâneo ocorra. Os maiores motivos que influenciam um aborto espontâneo a acontecer, estão no âmbito de anormalidades cromossômicas, o que é fora do controle da mulher.

A prevenção que a mulher pode tomar para impedir que este fato desagradável aconteça é levar a vida de um modo saudável. É recomendado por especialistas, que a mulher durante a gravidez consiga:

  • Manter o peso ideal;
  • Não se expor a radiação e a produtos químicos;
  • Ter uma alimentação balanceada e saudável;
  • Permanecer longe de bebidas alcoólicas, cigarros e drogas ilícitas
  • Tomar ácido fólico.

SAIBA IDENTIFICAR OS SINTOMAS QUE INDICAM O ABORTO ESPONTÂNEO

Caso a mulher sofra um aborto espontâneo, deverá passar por um tratamento, para impedir que ocorram hemorragias e infecções que possam prejudicar mais ainda sua saúde.

O tratamento serve para verificar se há vestígios do embrião dentro do útero. Se houver, o médico irá fazer um procedimento de curetagem na mulher. Remédios que promovam um parto poderão ser receitados. Em última estância, uma cirurgia para a retirada do feto é feita. O tipo do tratamento depende do estado de saúde da mulher.

Para conhecer a sua própria situação de saúde e também situação de saúde do bebê, a mulher deverá agendar o pré-natal com um especialista. O pré-natal evita que episódios desagradáveis como o aborto espontâneo aconteçam.

Além disso, a gravidez deve ter um acompanhamento médico desde seu início até o parto, pois através dos exames rotineiros, o médico poderá perceber que há alguma anormalidade que envolva a saúde da mãe e também a do bebê, e irá tratá-la imediatamente, impedindo que danos maiores ocorram.

Author

Write A Comment