Author

Bety

Browsing

Muitas vezes sinal de magreza e desnutrição de uma criança, não é provocado por falta de alimentação, pode ser algo muito mais sérios do que se imagina, pode ser o Mal de Simioto. Quer saber mais sobre essa doença? Continue lendo o artigo e conheça todos os detalhes desse mal.

mal de simioto o que é


Mal de Simioto existe?

Bem, o Mal de Simioto, ainda não é reconhecido de forma oficial pela medicina, mas afeta milhares de pessoas no mundo inteiro, principalmente crianças e em algumas regiões do Brasil.

Como ainda não é uma doença oficializada, o tratamento para a mesma pode variar, pois a doença envolve muitas crendices populares e é conhecida popularmente como “O Mal do Macaco”.

O que é o Mal de Simioto?

O Mal de Simioto é um conjunto de sintomas que formam o quadro de desnutrição infantil de forma crônica.

A Doença do Macaco, como também é conhecida, leva esse nome por conta da condição física que a criança se encontra quando está enferma, que se assemelha a de um macaco, juntamente com a magreza em grau extremo.


Causas do Mal de Simioto

mal de simioto o que éAs causas da doença podem ser relacionadas a má alimentação ou a parasitas.  Todos os sintomas também podem estar associados a alergia a caseína, que é uma substância presente no leite de vaca. 

Hoje em dia muitas mulheres abrem mão de dar o leite materno a seus filhos e introduzem leite de vaca, porém o organismo da criança ainda não possui as enzimas suficientes para digerir esse alimento, o que desencadeia a intolerância.

 Por esse motivo, que os órgãos do governo fazem campanhas a favor do aleitamento materno até a criança ter, ao menos, 6 meses, quando já estão preparadas para dar início aos primeiros alimentos. 

Sintomas do Mal de Simioto

O Mal de Simioto apresenta inúmeros sintomas, como na forma convencional da doença, são eles:

  • Barriga inchada (distensão abdominal)
  • Perda de peso excessiva
  • Osteoporose
  • Falta ou ausência de apetite
  • Braços e pernas finos
  • Anemia crônica
  • Vomito
  • Desnutrição
  • Glúteos atrofiados
  • Apatia
  • Diarreia crônica
  • Esterilidade
  • Dores abdominais
  • Abortos repetitivos.

Sintomas do Mal de Simioto na forma não convencional da doença, podem apresentar-se de forma diferente. São eles:

  • Constipação crônica
  • Alterações e manchas no esmalte dos dentes
  • Distúrbios gastrointestinais pouco evidentes
  • Osteoporose e esterilidade antes da menopausa
  • Irritabilidade
  • Comprometimento no ganho de pelo e estatura
  • Prisão de ventre
  • Cansaço
  • Anemia.

Tratamento para o Mal de Simioto

Como a doença ainda não é reconhecida pela medicina, os médicos tratam os sintomas da doença, pois acaba sendo uma doença assintomática.

Nessa hora é importante, para o médico saber avaliar os sintomas de cada paciente. Porém, em algumas regiões do Brasil, onde o Mal de Simioto é mais frequente, costuma ser tratado por curandeiros e benzedeiras, que usam ervas medicinais. Sabe-se

Há inúmeros relatos de cura da doença feita com essas ervas.

Tratamento Caseiro
O tratamento consiste em dar banho de ervas nas crianças e técnicas usadas para colocar os vermes para fora do organismo. O tratamento caseiro consiste no uso de ervas como manjirioba ou fedegoso, que são usadas na forma de chá, no banho e até como pomada para passar no corpo.

Deixe seu comentário, pois ele é muito importante para nós.

Existem muitas dúvidas e incertezas com relação ao mioma uterino. As especulações são muitas a respeito do assunto, tanto que deixa a maioria das mulheres em dúvida sobre o que ele realmente causa. A dúvida mais comum é: quem tem mioma pode engravidar? Se você também tem essa dúvida, fique conosco e leia o artigo até o final.

mioma e gravidez


O que é o Mioma uterino?

O mioma uterino nada mais é do que um tumor que nasce e se desenvolve no tecido do útero e, na maioria das mulheres não proporciona grandes transtornos. O nódulo, conhecido como mioma aparece por conta de uma disfunção hormonal que ocorre no organismo feminino, essa disfunção acontece com progesterona e estrógeno.

mioma e gravidez


Sintomas do Mioma Uterino

Os sintomas do mioma uterino geralmente são os mesmos em todas as mulheres que apresentam o problema, como:

  • Fluxo sanguíneo alterado podendo ter coágulos durante a menstruação;
  • Dores ao manter relação sexual;
  • Desconforto na região pélvica;
  • Dificuldade de esvaziar a bexiga por completo quando está urinando;
  • Sensação de peso no baixo-ventre;
 Porém não é preciso entrar em pânico, pois os miomas benignos nascem benignos e morrem benignos. 

exame de mioma


 

Mioma pode impedir a gravidez?

O MIOMA UTERINO pode sim trazer mais dificuldades para as mulheres engravidarem, mas veja bem, ele não impede que a mulher possa engravidar.

Existem miomas que podem trazer transtornos na fecundação, outros podem provocar aborto de forma espontânea. O tumor submucoso é o responsável por provocar o aborto espontâneo, pois ele se forma na cavidade interna do útero.

O mioma intramural é aquele cuja localização é na parede do útero, esse pode até modificar o formato do útero e deixar a mulher infértil. Quando ele alcança a cavidade do útero é chamado de mioma transmural.

Os miomas subseroso e pediculado raramente interferem na fertilidade feminina. Não importa o tipo de mioma, pois eles interferem na fecundação entre 5% e 10%, isso significa que a maioria dos casos não interfere na gravidez.

laparoscopia e gravidez


Tratamentos para o Mioma – Como Tratar?

O tratamento do mioma pode variar de acordo com cada mulher, pode ser tratado a base de ingestão de vitaminas e ferro para nutrir o organismo que obteve perdas com o excesso de sangramento, com anticoncepcionais que servem para dar equilíbrio hormonal e através do procedimento cirúrgico para a retirada do mesmo. Portanto você pode ficar tranquila com relação às suas dúvidas, pois você pode engravidar sim se tiver um mioma.

Porém é muito importante procurar um médico para que ele possa diagnosticar o seu problema e receitar o tratamento correto.

Avanços Médicos
Vale informar que hoje em dia, as técnicas de retirada do mioma, são muito modernas e são realizadas através de vídeo, pelo procedimento de laparoscopia, que nada mais é do que três ou quatro pequenas incisões no abdômen. Esse procedimento faz com que a recuperação seja muito mais rápida, pois a paciente fica internada apenas 24 horas, depois pode ir para casa.

Portanto, se você tiver mioma, não entre em pânico, não de atenção aos disque me disque, pois a solução para os problemas são mais modernas e com excelentes resultados.

Espero que tenha gostado da matéria. Deixe seu comentário, para nós ele é fundamental.

Muitas mulheres recorrem ao ÁCIDO FÓLICO, quando querem engravidar, mas será que ele realmente faz a diferença?

Neste artigo vou te contar a verdadeira função do ÁCIDO FÓLICO e como ele irá te ajudar.


Ácido Fólico ajuda a engravidar?

Talvez você já tenha ouvido falar que o médico tenha receitado ácido fólico para mulheres gestantes, certo? Saiba que ele é muito importante para o bom desenvolvimento do feto,  mas não altera em nada a fertilidade da mulher, ou seja, ácido fólico não ajuda a engravidar .acido folico funcionaQuando um casal decide ter um bebe é preciso procurar ajuda médica para fazer todos os exames preventivos para que tudo corra bem. Mas alguns cuidados podem ser tomados antes mesmo de tomar essa decisão, como ter uma alimentação saudável, evitar bebidas de álcool, tabagismo e praticar atividades físicas.

Muitas pessoas acreditam que ao consumir o ácido fólico, as chances de engravidar aumentam tanto que podem ter uma gravidez de gêmeos. Esse infelizmente é um mito a respeito do ácido.

De fato, o que pode ajudar na fertilização é ter uma vida saudável adotando hábitos como:

  • Evitar o estresse;
  • Não consumir bebidas alcoólicas;
  • Não fumar;
  • Não comer em demasia evitando o sobrepeso;
  • Praticar atividades físicas;
  • Ter uma alimentação saudável.

Porque o Ácido Fólico é indicado para as mulheres grávidas?

O ácido fólico, para quem não sabe é o nutriente folato na forma sintética (Vitamina B9).

ÁCIDO FÓLICO  pode ser encontrado em alimentos como:

  • Espinafre;
  • Rúcula;
  • Couve;
  • Carne;
  • Abacate,;
  • Ervilha;
  • Feijão;
  • Ovo;
  • Leite

A substância possui grande importância para a formação do tubo neural do feto que forma o cérebro e a medula espinhal.


Quando o Ácido Fólico deve ser consumido?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o ácido fólico deve ser ingerido pelas mulheres 3 meses antes de ficarem grávidas, uma quantidade entre 0,4 e 0,8 mg por dia até a 12ª semana de gravidez.

Suplementar é Preciso!
Normalmente o organismo não consegue subtrair dos alimentos essa quantidade necessária de folato, por isso deve ser feita a complementação com medicamentos recomendado pelo médico.

Vale informar que não deve ser feita a automedicação, pois pode trazer sérios prejuízos ao organismo, portanto procure o seu médico para que ele possa indicar o melhor tratamento e a quantidade que deve ser ingerida diariamente. Dessa forma você vai estar protegendo seu bebe para que tenha um desenvolvimento perfeito.

Outra informação importante sobre o ácido fólico é que ele não previne aborto, como muitas pessoas pensam, tão pouco evita doenças ou alterações na genética do feto, como ocorre na síndrome de Down.

A melhor dica é procurar seu ginecologista para que ele possa orientar da melhor forma para engravidar e depois fazer o pré-natal com acompanhamento do obstetra para que tudo corra de acordo com o esperado.

 

Não esqueça, deixe o seu comentário, de a sua opinião, pois para nós ela é muito importante.

Muitas mulheres sonham com o dia em que serão mãe, que poderão engravidar. Quando isso acontece é uma alegria imensa, mas nem sempre tudo sai como o planejado, pois pode ocorrer por exemplo uma gravidez anembrionária / ovo cego. Não faz a mínima ideia do que é isso? Ou quer saber mais? Então, vem e leia esse post que explicaremos tudinho.

Gravidez Anembrionária: O que é?

A gravidez anembrionária ou, como também é conhecida como Gravidez do Ovo Cego, é quando ocorre a fecundação de um óvulo cujo embrião não se desenvolve.
 Esse é um tipo de gestação muito comum, sua maior causa é genética.  Muitas mulheres que já passaram por esse problema ou que estão passando tem muitas dúvidas sobre o mesmo, nós hoje vamos esclarecê-las para você. Confira.

Causas da  Gravidez Anembrionária / Ovo Cego

O corpo humano é muito sábio, quando o embrião não se forma de maneira correta, que apresenta problemas, ele trata de eliminar o embrião. Isso ocorre porque a gravidez não é viável, ou seja, a gravidez que provavelmente terá problemas será interrompida de forma natural.

Porém o corpo muitas vezes o corpo não elimina tudo maneira natural sendo preciso que a mulher procure o médico para que ele, juntamente com sua equipe, possam fazer a limpeza do útero da melhor forma possível. Esse é um tipo comum de aborto retido, quando há necessidade de intervenção médica para que ocorra. Para que a gravidez ocorra é preciso que esteja tudo correto com o feto.

Quanto tempo dura a gravidez anembrionária/ovo cego?

A gravidez anembrionária pode sofrer variações de acordo com cada organismo. Normalmente ela dura em média 6 semana, é quando o corpo da mulher entende que o embrião não vai se desenvolver e ocorra de forma natural o aborto espontâneo.

Porém pode ocorrer o aborto retido, que é aquele cujo organismo da mulher não expulsa o que seria uma gravidez em tempo hábil. Nesse caso é necessário intervenção médica.

Diagnóstico da Gravidez Anembrionária

 Para saber se a gravidez é anembrionária/ ovo cego ou não é preciso fazer exame de ultrassom, pois ela não apresenta sintomas. 

Geralmente, quando a mulher faz o primeiro exame de ultrassom ele já faz uma avaliação do saco gestacional e dessa forma confere o desenvolvimento da gestação.

Porém é preciso prestar muita atenção, pois quando o ultrassom intravaginal é feito entre a 5ª e 6ª semana pode constatar somente o saco gestacional, o que pode ocorrer a suspeita de estar com uma gravides anembrionária. Nesse caso é aconselhável fazer outra ultrassonografia.

Somente após a 6ª semana de gravidez é possível perceber se o embrião está com sinais vitais.

Quanto tempo depois da gravidez anembrionária é possível engravidar?

O período que a mulher precisa se cuidar é estipulado pelo médico, mas o tempo normal de espera é de 6 meses. É importante salientar que esse problema não é um indicativo de que a mulher não é fértil, principalmente se ocorre na primeira gravidez.

Gravidez Anembrionária/ Ovo Cego – Prevenção

Para se prevenir da gravidez anembrionária ou gravidez do ovo cego, a mulher pode tomar certos cuidados, como:

  • Ingestão de ácido fólico; (não é só a mulher que deve tomar, mas o seu companheiro também, pois dessa forma os dois irão produzir gametas masculinos e femininos saudáveis para que ocorra a divisão celular de forma perfeita prevenindo que haja má formação do feto;)
  • Exames de sangue antes das tentativas de engravidar.

Espero que tenha ajudado você a conhecer melhor sobre a gravidez anembrionária ou gravidez do Ovo Cego. Deixe sua opinião, ela é muito importante para nós.