Category

Bebês

Category

Quando uma mãe descobre que vai ter um filho, os sentimentos que transbordam e tomam conta dela e de sua família são a alegria e a emoção. Palavras se tornam insuficientes para descrever tanta felicidade. E sim, ter um filho é um enorme motivo para se contagiar com esses sentimentos, pois ter um bebê é símbolo de renovação.

Há aqueles pais que sonham em ter filhas meninas, e quando descobrem que o bebê é do sexo feminino, mais alegria e mais emoção tomam conta deles. Após saberem que serão pais de uma menina, passam a comprar roupinhas e mimos cor de rosa, além de ajeitar o quarto para receber uma princesa. Mas há um passo muito importante a ser tomado, e esse é a escolha do nome. Escolher o nome da filha e do filho significa ter uma enorme responsabilidade nas mãos. Selecionamos para vocês os NOMES DE BEBÊ MENINA QUE SERÃO TENDÊNCIA EM 2016!

Nomes para Meninas 2016
Confira abaixo uma lista com os nomes para bebê menina que serão tendência em 2016.

Nomes de Menina 2016

O processo de escolha do nome da menina que está por vir fica muito mais fácil quando os pais já possuem algum nome em mente. No entanto, para aqueles que não têm ideia de qual nome escolher para sua filha o processo se torna um pouco mais complicado. É necessário muito bom senso, carinho e amor na hora de escolher o nome da criança. Os pais devem pensar em uma porção de coisas, tais como: a adaptação de chamar a criança pelo nome escolhido, se não soará estranho chamá-la por aquele nome, significado do nome escolhido e por aí vai. Além disso, outros diversos fatores influenciam os pais na hora da escolha do nome da criança.

Nomes Femininos 2016

Alguns pais tiram inspiração de nomes para meninas de personagens de desenhos, livros, produções cinematográficas, novelas, nomes de familiares ou antepassados, nomes de famosas ou até mesmo nome de filhas de famosas e muito mais. Para os que não se agradam em nenhuma dessas opções recentemente citadas aqui, ainda há a opção de livros que contém nomes femininos e seus respectivos significados. Esta é uma boa para quem ainda não se decidiu de como irá chamar sua filha.

Nomes de Bebê Menina 2016

Obviamente nunca existiu uma indústria exclusiva responsável pelas tendências de nomes femininos que estarão em alta ao decorrer dos anos. No entanto, há algumas apostas sobre os nomes que estarão em alta no próximo ano. Nas tendências de nomes femininos para 2016, pode-se encontrar como influência nomes modernos, diferentes, nomes escolhidos por famosos e também personagens de desenhos e/ou produções infantis.

Nomes de Bebê Menina 2016
Confira lista de Nomes de Menina que estarão na moda em 2016.

Lista de Nomes para Meninas 2016

Através de pesquisas em livros e na rede, elaboramos uma lista com dez nomes femininos que estarão em alta no próximo ano. Ao lado do nome, poderá ser percebido seu respectivo significado. Confira abaixo:

  1. Agnes: aquela que é honesta, pura e virtuosa
  2. Alice: aquela que é verdadeira e autêntica
  3. Beatriz: aquela que traz a felicidade
  4. Charlotte: caracteriza uma mulher do povo (essa é uma das maiores tendências de nomes femininos para 2016, pois esse é o nome da filha do príncipe William e da princesa Kate)
  5. Isabella: aquela que é consagrada a Deus
  6. Lara: aquela que encanta a todos por ser falante
  7. Laura: aquela que é vitoriosa
  8. Natasha: significa nascimento
  9. Sophia: aquela que possui sabedoria divina
  10. Valentina: aquela que é forte e valente

Todos sabem que o bebê precisava do cordão umbilical para receber os nutrientes de sua mãe para formar seu corpo. Mas depois do parto, o cordão é cortado e o bebê fica com um pequeno coto. Quando esse cair, é importante saber COMO CUIDAR DO UMBIGO DO BEBÊ DEPOIS QUE ELE CAI.

Como cuidar do umbigo do bebê?

Durante a gestação, o cordão umbilical é o canal pelo qual o bebê recebe nutrientes para se formar. O feto recebe isso tudo diretamente no seu fígado e usa o próprio cordão para eliminar as impurezas do seu corpo, que serão liberadas pelo corpo da mãe.
Depois do parto, o cordão umbilical é cortado e o bebê fica só com o coto. Esse é o famoso “umbigo que cai”. Geralmente na segunda, terceira ou quarta semana de vida, o coto cai, deixando apenas o umbigo, que nada mais é do que um efeito decorativo, sem efeitos para o corpo.

umbigo do bebê
Veja o passo a passo de como cuidar do coto umbilical.

Cuidados com o Umbigo do Bebê

Mas antes de cair, é necessário limpar o coto com cotonete e álcool 70%, depois de cada banho e troca de fralda. Seque bem o coto antes de passar o álcool e depois deixe esse secar naturalmente.
É natural que o coto exale um cheiro meio ruim, e até que saia um pouco de pus ou de sangue. Mas qualquer excesso é motivo suficiente para procurar o médico, bem como em casos em que o coto fique inchado ou com cheiro muito forte.

O que fazer quando o umbigo cair?

Finalmente o tempo passou, o coto secou e caiu.
Primeiramente, certifique-se de que a área está sempre higienizada. Nunca use merthiolate ou outros produtos diferentes de água, sabonete e álcool. E sempre higienize as suas mãos antes de tocar nessa área.
Essas medidas são importantes para garantir que o bebê não seja infeccionado com alguma impureza que você tenha nas mãos.

Umbigo do Bebê Vermelho e Inchado

Depois, note que ficou uma feridinha pequena. Ela vai soltar um pouquinho de sangue que você verá nas fraldas, mas isso é plenamente normal.
Com uma ou duas semanas, já vai estar tudo cicatrizado. Se passarem mais de quinze dias e essa ferida não fechar, consulte seu médico.
Desde o dia em que o coto cair, mantenha a higienização local com álcool e cotonete.
E se depois de cair, o umbiguinho ficar alto, fique tranquila, mas informe o pediatra. Isso é mais normal do que você imagina, e afeta cerca de um quinto dos bebês, mas depois de cerca de um ano de observação, o pediatra vai descobrir se haverá necessidade ou não de algum tratamento.

umbigo do bebe
Não se preocupe caso o umbigo do bebê demore um pouco a cair. É normal!

Umbigo do Bebê demorando a cair

Algumas pessoas possuem superstições, simpatias ou práticas religiosas em que o coto é importante, para ser enterrado ou cremado. Isso vai variar de cada um e é recomendado que os pais do bebê conversem sobre isso antes mesmo da queda.
Como última nota, prefira as fraldas descartáveis que possuem adequação ao coto. Essas já podem ser usadas logo no primeiro dia de vida.
E nunca coloque faixas sobre o umbigo para empurrar ele para dentro ou para fazer o coto cair mais cedo. Respeite o tempo da natureza e vai dar tudo certo!

Quando uma criança nasce é recomendável realizar diversos exames para checar a sua saúde e ver se ela mesma não apresenta nenhum problema, caso contrário, se for detectado deve ser submetida a tratamento que possa cuidar e prevenir de males maiores.

Assim como o teste da orelhinha, do pezinho ou dos olhinhos existe outro exame de igual importância: o Teste do Coraçãozinho ou Teste de Oximetria de Pulso com o qual poderá ser verificado as condições de seu coração se há ou não alguma enfermidade. Neste artigo iremos abordar melhor como é realizado o exame, e quais são os problemas que podem ser detectados. Confira!

O que é e como é feito Teste do Coraçãozinho?

O  teste do coraçãozinho é um teste rápido que leva menos de 5 minutos para ser realizado, simples e indolor que, através de uma pulseira (oxímetro), mede-se o nível de concentração de oxigênio (igual ou superior a 95%) no sangue e, desta forma, é possível verificar se a criança é saudável ou apresenta algum problema no coração.

Este teste deve ser realizado no bebê recém-nascido, na própria maternidade, após completarem 24 horas de nascimento ou que não tenham completado 48 horas.

Teste do Coraçãozinho
Teste do Coraçãozinho também é realizado no SUS.

Como é feito o Teste do Coraçãozinho?

Com o oxímetro mede e monitora o nível de oxigênio no sangue. O procedimento é bem simples: enrola-se um sensor macio na volta da Mao direita da criança e depois na volta do seu pé. A luz do oxímetro passa por toda a pele do bebe e assim faz a medição entre 3 e 5 minutos.

Quais são as doenças detectadas pelo Teste do Coraçãozinho (Oximetro)?

Algumas enfermidades congênitas como buracos e defeitos nas válvulas do coração como a deficiência de biotinidase e a fenilcetonúria que podem ocasionar em deficiência mental, anemia falciforme e fibrose cística causada pelas hemoglobinopatias, o mau funcionamento dos sistemas digestivo e respiratório, hipotireoidismo congênito que provoca um atraso no desenvolvimento neurológico do bebê, a hiperplasia adrenal congênita que altera a produção de determinados hormônios (como a aldosterona e o cortisol) e o prejudica sendo estes mesmos hormônios responsáveis por manter a glicose no sangue e conservar tanto a água quanto o sal do organismo.

Desta forma, com a realização do Teste do coraçãozinho aumenta-se a possibilidade de diminuir a mortalidade infantil em pelo menos 10 % e se houver algum problema, o mesmo ser devidamente tratado após a constatação.

Importância do Teste do Coraçãozinho

É importante fazer o exame do coração do recém-nascido antes que o mesmo receba alta hospitalar, pois se for detectado alguma anormalidade o mesmo será bem assistido por uma equipe medica.

Teste do Coraçãozinho
Teste do Coraçãozinho: Extremamente importante para detectar doenças no recém-nascido.

Se aparecer alguma cardiopatia a criança deverá ser submetida a um exame de ecocardiograma para realizar a confirmação assim como também fazer um ultrassom morfológico que é recomendável durante o período gestacional, cuja indicação deve ser para as pacientes de risco como aquela que já tenham mais de 35 anos de idade, já tem filhos cardiopatas, são portadoras de lúpus e diabetes ou suspeita de alguma síndrome. O Teste do coraçãozinho pode ser realizado gratuitamente, para isso a mãe deve se informar e fazer a solicitação.

Teste do Coraçãozinho no SUS

Toda mamãe deve conhecer a existência e importância desse teste para a saúde de seu bebe que merece sempre cuidados especiais. Todavia deve se ressaltar que embora o teste seja uma grande ferramenta a mesma não é 100 % e ela não consegue detectar casos que estejam associados a um nível de oxigenação baixa. Porem o teste é importante e não deve deixar o recém-nascido sem fazê-lo. Afinal o que se espera é que ele tenha um coração que bata acelerado, cheio de energia e sempre de muita saúde!

 

 

 

O teste do pezinho chegou ao Brasil nos anos 1970, e é obrigatório em todos os estados do país desde 1992. Ele é gratuito em maternidades da rede pública, geralmente, está incluso no preço de internação, e é coberto por convênios em maternidades particulares.

O teste consiste em um pequeno furo no calcanhar do bebê para a coleta de amostras de sangue, que serão mandadas para um laboratório a fim de detectar doenças genéticas (presentes nos genes do pai ou da mãe) e/ou doenças congênitas (desenvolvidas no útero). O furinho não machuca ou traz qualquer risco ao bebê, e deve ser feito entre o terceiro e o sétimo dia de vida.

Saiba como funciona o Teste do Pezinho e quais doenças ele detecta!
Saiba como funciona o Teste do Pezinho e quais doenças ele detecta!

É muito comum o teste do pezinho ser confundido com a impressão em tinta da sola do pé do bebê, mas é extremamente importante ressaltar que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Enquanto a primeira serve para identificar possíveis doenças, a segunda é feita com a intenção de identificar o recém-nascido através de suas impressões digitais.

Quais são os tipos de teste do pezinho existentes?

Há quatro tipos de testes do pezinho. O básico, ampliado, plus e master. Quais doenças o teste do pezinho detecta?

O teste do pezinho básico, que é obrigatório, detecta duas doenças: Fenilcetonúria, doença genética que provoca ausência ou carência de uma enzima que quebra proteínas da carne, do leite e de ovos, causando lesões no sistema nervoso central da criança; e Hipotireoidismo Congênito, que pode causar retardo mental devido à baixa produção de hormônios pela glândula tireoide.

O teste do pezinho ampliado, além de detectar as doenças do teste básico, verifica ainda a Hiperplasia Adrenal Congênita, que causa vômitos, perda de sal e aumento de potássio no organismo e desidratação; Anemia Falciforme, doença hereditária que dificulta a locomoção de hemácias presentes no sangue, afetando diversos órgãos; Fibrose Cística, transporte deficiente de cloro e sódio, que pode acarretar em problemas respiratórios e insuficiência no pâncreas.

Além das doenças já citadas, o teste do pezinho plus detecta, ainda, mais quatro doenças: Toxoplasmose, doença causada por parasita que pode atingir a mãe durante a gravidez e causar problemas como malformações, problemas neurológicos e inflamações na retina; Galactosemia, doença genética que impede a digestão correta de açucares presentes no leite e seus derivados, o que pode causar icterícia (pele amarelada), catarata, vômitos, diarreia e acidez do sangue; Deficiência de Biotinidase, caracterizada pela falta de proteína biotina, que provoca queda de cabelo, convulsão, baixa imunidade, acidez no sangue e fraqueza muscular.

Teste do Pezinho – Fotos e Imagens

O teste mais completo de todos é o Master, que detecta todas as doenças dos testes anteriores e mais quatro (todas congênitas, ou seja, adquiridas durante a gestação): Sífilis, que afeta o sistema nervoso, baço, fígado e ossos da criança; Citomegalovirose, que deixa sequelas visuais, mentais e auditivas; Doença de Chagas, que ocasiona em problemas cardíacos, dores musculares, febre e anemia; e Rubéola, doença causada por vírus que afeta a audição, crescimento e desenvolvimento mental.
teste-do-pezinho-fotos

A composição de cada teste pode variar dependendo do estado em que a criança reside e do laboratório no qual os exames serão realizados. Procure a maternidade de sua preferência ou o posto de saúde mais próximo para obter maiores informações.

Escolher o nome do bebê pode ser a parte mais difícil de uma gravidez. Muitos pais já sabem quais nomes colocar nos seus filhos, mas outros, no entanto, não têm a menor ideia como escolher. O nome é muito importante para uma pessoa, por isso, é uma escolha que deve ser bem pensada. Diversos são os nomes que podem ser colocados nos bebês. Alguns são para homenagear alguém da família (como os avós que já faleceram), ou ainda porque são nomes bonitos apenas (que a pessoa sempre imaginou colocá-lo em seu futuro filho). Para ajudar os pais, é comum que todos os anos sejam lançadas listas de nomes que servem como inspiração.

Nomes de Bebê 2015 – Femininos e Masculinos

Previsões e pesquisas apontam todos os anos quais são os nomes mais populares para que os pais possam escolher. Especialmente para aqueles que não decidiram ainda o nome de seus filhos, essas listas são bastante úteis e podem dar boas ideias. Os nomes de bebê para 2015, tanto feminino como masculino, já podem ser encontrados para que você não tenha mais dúvida em como chamar o seu pequeno. Existem aqueles nomes que sempre aparecem nas listas e outros, porém, que se destacam somente durante aquele determinado ano.

 

Seu bebê precisa de um nome especial, pensando com muito carinho para ele. Por isso, deve ser um nome que os pais gostem e que remeta ao pequeno. A lista de nomes de bebê para 2015, pode ser uma boa ajuda para que você escolha o nome mais adequado, e serve como fonte de inspiração para os pais que estão à procura da forma perfeita para chamarem seus filhos. Confira a lista de nomes que prometem ser tendência para os bebês de 2015, e descubra se algum deles pode ser o do seu.

Lista com os nomes de menina que você poderá escolher para o bebê em 2015

Em meio aos diversos nomes que fazem parte da lista para escolher para os bebês, alguns são bastante populares no Brasil e costumam aparecer frequentemente nas certidões de nascimento. Entre os nomes mais escolhidos para as meninas, estão: Valentina, Alice, Ágata, Bianca, Beatriz, Giovana, Júlia, Lara, Yasmin, Isadora, Alicia, Luisa, Ana, Manuela, Melissa, Laura, Sofia, Gabriela, Heloísa e Clara.

Lista com os nomes de menino que você poderá escolher para o bebê em 2015

Entre os nomes para meninos, também estão alguns que sempre aparecem nas listas. Na lista de nomes para bebês do sexo masculino, você poderá escolher entre: Artur, Bryan, Miguel, Guilherme, Bernardo, Pedro, Lorenzo, Theo, Caio, Rafael, Gabriel, Enzo, Lucas, Gustavo, Daniel, Henrique, Caio, Heitor, Nicolas, David e Mateus.

Lista com os principais nomes que estão na moda para o bebê em 2015

Além desses, você também poderá apostar em vários outros nomes para o seu bebê. Alguns que estão em evidência para o próximo ano, estão na lista para as meninas: Lívia, Cecília, Maria, Pietra, Helena, Larissa, Brenda, Alana, Vitória, Letícia, Lorena, Bruna, Mariana, Ester, Laís, Eduarda, Sara, Rafaela, Nicole, Barbara e Emanuelle. Entre os nomes dos meninos, estão os seguintes: João, Hugo, Leonardo, Victor, Vinícius, Emanuel, Benjamin, Igor, Luís, Felipe, Bruno, Diego, Tiago, Yuri, Samuel, Kevin, Diogo, Eduardo e André.

Como saber o sexo do bebê? – Esta é uma pergunta feita pelas mamães ansiosas, que não querem esperar até a 15ª semana para descobrir se estão esperando um menino ou uma menina. Para acabar com o mistério, muitas gestantes estão recorrendo a tabela chinesa.

Conta a lenda que a tabela chinesa original (ou verdadeira) foi enterrada na tumba da família real da China há mais de 700 anos. Desde então, a aplicação do método para descobrir o sexo do bebê se tornou frequente entre as mamães chinesas. Elas garantem que a tabela funciona em 99% dos casos.

A tabela chinesa original (ou verdadeira) não tem embasamento científico, mas faz parte do conhecimento milenar dos chineses.

Como funciona a tabela chinesa de gravidez?

A tabela chinesa vem sendo usada ao longo dos séculos como uma forma de descobrir o sexo do bebê. Ela tem como objetivo combinar a idade lunar da mãe com o mês de concepção, ou seja, o mês em que o óvulo foi fecundado pelo espermatozoide e se transformou em um embrião.

Como usar a tabela Chinesa Original?

Confira a seguir 3 etapas da tabela chinesa para descobrir o sexo do bebê:

1. A idade lunar

O primeiro passo para consultar a tabela chinesa de gravidez é descobrir a idade lunar. Trata-se da idade com a qual a mulher engravidou, acrescido de 1. Essa soma não é necessária quando a mãe nasceu em janeiro ou fevereiro.
Se a futura mamãe nasceu no dia 28 de julho de 1985, por exemplo, ela está com 29 anos, mas a sua idade lunar é 30. Por outro lado, se a data de nascimento é 21 de janeiro de 1990, então ela tem 24 anos e o valor não precisa de +1.

2. Mês da concepção

Após descobrir a idade lunar, basta saber o mês da concepção. É importante que a mulher tenha esta informação exata, caso contrário, o resultado da tabela não dará certo.

3. Aplicação na tabela chinesa original

Depois de descobrir a idade lunar e o mês da concepção, a mamãe precisa aplicar estas informações na tabela. Os quadradinhos azuis com a letra B indicam o nascimento de um menino. Já os quadradinhos cor-de-rosa com a letra G antecipam que será uma menina.

As informações de idade lunar se encontram verticalmente. Já os meses de concepção estão na horizontal. Confira a tabela chinesa a seguir e aplique os seus dados:tabela chinesa gravidez Como usar a Tabela Chinesa Original Para Saber o Sexo do Bebê

Observação sobre a Tabela Chinesa Verdadeira

Embora seja popular no mundo todo, a tabela chinesa verdadeira não é totalmente certeira. O método mais confiável de saber o sexo do bebê é o exame de ultrassom. Ele normalmente consegue descobrir se a mamãe esta esperando uma menina ou um menino na 15ª semana de gestação apesar dos índices da tabela chinesa verdadeira serem bem altos..

Outro método com embasamento científico é a sexagem fetal, que avalia o sangue da gestante e leva em consideração as quantidades de hormônio.

O carrinho de bebê é um item fundamental para o transporte da criança nos primeiros meses de vida. Este item garante uma locomoção confortável e oferece uma série de facilidades para a vida da mamãe.

Há muitos modelos de carrinho de bebê disponíveis à venda no mercado brasileiro. Eles se distinguem com relação ao tamanho, cor, sistema de fechamento, formato e preço. Algumas versões são clássicas e sofisticadas, já outras possuem um design despojado e criativo.

Na hora de comprar um carrinho de bebê, é necessário escolher um produto prático, confortável e que seja equipado com componentes de segurança. Somente assim a criança vai contar com um bom transporte para os passeios e com um espaço seguro para as suas sonecas.

Como escolher um bom carrinho de bebê?

Confira a seguir uma seleção de dicas para escolher um bom carrinho de bebê:

• O primeiro ponto que precisa ser observado na hora de optar por um carrinho de bebê é se ele oferece praticidade para o dia-a-dia. O modelo precisa ter um sistema de fechamento prático e ser fácil de transportar no porta-malas do carro.

• É necessário conferir se o carrinho de bebê apresenta todos os itens de segurança, como freios nas rodas traseiras, travas nas rodas dianteiras e cinto de segurança.

• O carrinho de bebê deve tornar o passeio do bebê seguro em todos os sentidos, por isso é interessante que ele apresente uma capota com proteção contra raios solares.

• Quem busca praticidade e portabilidade deve dar preferência aos carrinhos de bebê com fechamento guarda-chuva. Por outro lado, se o objetivo é oferecer mais conforto para o bebê, então vale a pena apostar na compra do carrinho com fechamento envelope.

• A escolha do carrinho de bebê ideal deve levar em consideração a idade do bebê. Os recém-nascidos de até 3 meses dormem bastante e precisam de conforto no transporte, por isso é recomendado comprar um carrinho com três ou mais posições reguláveis.

• A maioria dos carrinhos de bebê suporta ‘tripulantes’ de até 3 anos. Por isso, é importante tomar cuidado, pois uma criança mais velha pode sobrecarregar este acessório de passeio.

Modelos de carrinho de bebê

Confira a seguir informações sobre os principais modelos de carrinho de bebê:

Carinho de bebê guarda-chuva: leve e fácil de fechar, este modelo de carrinho de bebê é ideal para levar em viagens e transportar no porta-malas do carro. Por ser um pouco estreito, pode deixar a desejar em matéria de conforto.

Carrinho de bebê envelope: este modelo carrinho de bebê é bastante popular e perfeito para passear com o bebê pelo bairro. Ele tem a vantagem de ser confortável e resistente, mas não possui um sistema de fechamento tão prático.

Carrinho de bebê para cooper: este modelo carrinho de bebê é leve, tem estrutura própria para absorver impactos e um sistema de freios poderoso. Ele normalmente é usado pelas mamães que gostam de correr ou caminhar com o filho.

Os benefícios da shantala para o bebê são inúmeros, afinal, esta técnica de massagem alivia dores, relaxa e contribui com o bem-estar da criança. Até mesmo os pais são beneficiados, já que o método reforça o vínculo com os filhos.

O que é a shantala?

A shantala é uma massagem milenar, de origem indiana. Ela foi descoberta e apresentada ao mundo na década de 70, quando um médico francês chamado Frédérick Leboyer viu uma mulher indiana massageando o seu bebê numa calçada pública. Ele aprendeu sobre a técnica e escreveu um livro sobre a shantala.

A massagem terapêutica para bebês estreita a relação entre mãe e filho. A técnica também se revela uma ótima forma de estimular os sistemas do organismo, como o gastrointestinal e o cardiovascular.

A shantala é uma massagem que pode ser realizada em crianças com até 9 anos de idade. Muitos acreditam que ela tem o poder de amenizar o trauma do parto e reproduzir o mesmo conforto que o bebê encontrava no útero de sua mãe.

shantala beneficios pro bebe Benefícios e técnicas da Shantala pro Bebê

Principais benefícios da shantala para o bebê

Confira a seguir os principais benefícios da shantala para bebê:

• Alivia a cólica
• Melhora a qualidade do sono
• Ajuda a acalmar
• Promove a integração entre pais e filhos
• Melhora a respiração
• Aumenta a coordenação
• Estimula o funcionamento do intestino
• Previne prisão de ventre
• Alivia a dor causada pelo nascimento dos dentes
• Melhora a digestão
• Auxilia o desenvolvimento motor
• Reduz o estresse

• Faz com que a criança cresça mais segura de si

Aprenda como fazer a shantala

– Escolha um ambiente tranquilo, com luz branda e temperatura agradável para fazer a massagem no bebê.

– Coloque a criança sobre as suas pernas esticadas, procurando manter a coluna ereta e os ombros relaxados.

– Deixe o bebê totalmente sem roupa e comece a massagear com movimentos bem sutis. Primeiro passe as mãos pelo rosto da criança para intensificar o momento de ternura.

– Aqueça as mãos com água morna e deslize-as sobre o peito do bebê. Este movimento deve ser repetido de 3 a 10 vezes.

– Envolva o braço do bebê com a mão, formando uma espécie de bracelete. Deslize os dedos e vá do ombro em direção ao punho.

– Com as mãos em concha, massageie a região que vai da base das costelas até o quadril.

– Segure as perninhas do bebê para o alto e também massageie com leveza. Repita a técnica do bracelete.

– Deslize as mãos pelos pés do bebê, depois aperte com leveza cada dedinho.

Como escolher o sexo do bebê? – Muitas mulheres se fazem esta pergunta na hora de planejar a gravidez. A natureza não dá a opção de escolher menino ou menina, mas alguns truques podem ser de grande ajuda.

As mulheres costumam trocar dicas e simpatias para tentar determinar o sexo do bebê. Algumas vezes as medidas realmente funcionam e se popularizam. Em outros casos, elas fracassam e a natureza mostra quem manda na história.

Há muitos métodos que prometem ajudar a escolher o sexo do bebê. No entanto, não há provas científicas de que eles realmente funcionam.

 

Dicas para ter menina

Quer gerar uma menina? Então confira algumas dicas:

• As chances de gerar uma menina aumentam se a mulher tiver relações sexuais alguns dias antes da sua ovulação. Esta recomendação é válida porque os espermatozoides com gene feminino são mais resistentes e “venceriam” os masculinos na hora de fecundar o óvulo.

• Para os espermatozoides femininos chegarem ao óvulo primeiro, é recomendado manter penetração não muito profunda.

• Quando o homem chega ao orgasmo primeiro que a mulher, as chances de ter uma menina são maiores.

• Sexo a tarde é ideal para gerar uma menina. Será mesmo?

• Diz a crença popular que, se o homem usar cueca apertada e quente, as chances de gerar uma menina é maior.

• As vovós dizem por aí que, se colocar uma colher de pau embaixo da cama e uma fita cor-de-rosa sobre o travesseiro, o bebê concebido será do sexo feminino.

• A sabedoria popular também recomenda que a mulher tenha o hábito de consumir leite e outros laticínios para conseguir engravidar de menina.

Com alguns pequenos truques, é possível aumentar consideravelmente as chances de ter um menino ou menina.
Com alguns pequenos truques, é possível aumentar consideravelmente as chances de ter um menino ou menina.

Dicas para ter menino

Se o objetivo é gerar um menino, então siga as dicas abaixo:

• Para ter um menino, a mulher deve ter relação sexual no dia exato da sua ovulação. Como os espermatozoides masculinos nadam mais rápido do que os femininos, eles vão chegar primeiro ao óvulo.

• Se a mulher teve orgasmo antes do seu companheiro, então há mais chances do bebê ser um menino.

• As penetrações mais profundas durante o sexo são ótimas para aumentar as chances de encomendar um herdeiro.

• É recomendado que o homem use cueca larga para manter o seu órgão genital fresco.

• Dizem que o sexo noturno aumenta as chances de conceber um bebê do sexo masculino.

• As chances de o bebê ser menino aumentam quando a mulher tem o hábito de ingerir comidas com bastante sal, principalmente carne, peixe, farináceos, macarrão. Os leites e derivados, por sua vez, devem ser evitados.

Por mais que alguns truques pareçam “balela”, vale a pena tentar. Boa sorte!