Diabetes Gestacional: Sintomas, Causas e Tratamento

0

Quando se fala em Diabetes Gestacional, tem-se em mente, que se trata de uma doença que acomete grande parte da população mundial.



Contudo, em menor incidência ocorre à chamada diabetes gestacional e, como o próprio nome sugere, ocorre durante o período de gestação.

Como qualquer mulher pode desenvolver esse quadro, é importante que o acompanhamento médico seja intensificado.

 

Diabetes Gestacional: quais os sintomas?

Diabetes Gestacional: quais os sintomas?

Sintomas de Diabetes Gestacional

Alguns dos sintomas que podem ser observados são:

  • Aumento da sede;
  • Vontade e quantidade de urina expelida
  • Fome;
  • Visão turva.

Se estiver com 25 anos ou mais e percebeu uma diminuição de tolerância à glicose e obteve um grande aumento de peso é recomendável buscar a orientação do seu médico para verificar quais são as causas.

Possíveis causas da Diabetes Gestacional

Ainda não há estudos científicos suficientes para explicar sobre as suas origens e causas.

Uma hipótese bastante interessante é que, durante a gravidez, a placenta produz altos níveis de variados hormônios que, em sua grande maioria, prejudica a ação da insulina nas células ocasionando um aumento no nível de açúcar no sangue.

Deste modo, à medida que o bebê se desenvolve e cresce na barriga da mãe, aumenta-se a produção de hormônios pela placenta.

Nos casos de ocorrência de diabetes gestacional os hormônios da placenta provocam um aumento tão significativo do açúcar no sangue que pode afetar diretamente tanto o crescimento quanto o bem-estar do bebê.

Tratamento de Diabetes Gestacional

Se você foi diagnosticada com esta enfermidade deve-se atentar aos cuidados especiais para que o tratamento seja eficaz:

  • Durante todo o período de gestação verifique a quantidade diária de açúcar no sangue. Monitore os níveis entre 4 e 5 vezes, sendo uma em jejum pela manhã e as demais após o termino das refeições.

Alimentação saudável é fundamental

  • Uma dieta saudável que inclua, em seu cardápio, legumes, frutas e grãos integrais. Evite os carboidratos, inclusive os doces que são altamente prejudiciais.
  • Consulte com um endocrinologista ou nutricionista para que possa criar um plano de alimentação melhor adequada a você e que possa te acompanhar.
  • Praticar uma atividade física regular que lhe proporcione bem estar, promova a redução do nível de açúcar no sangue e aumente à sensibilidade das células à insulina, ou seja, o seu corpo passará a produzir uma menor quantidade de insulina necessária para o transporte do açúcar.
  • O uso de medicamentos para o controle da insulina no corpo humano. Quando necessário o seu médico vai te indicar a aplicação de injeções para que abaixem o açúcar no sangue ou em alguns casos poderá fazer a ingestão do medicamento por via oral.
Às vezes é necessário tratamento com remédios

Às vezes é necessário tratamento com remédios

  • Monitoramento por ultrassom constante. Alem de você é importante e necessário saber como está à saúde do bebê, o seu crescimento e desenvolvimento.

Em alguns casos, por medida de segurança o seu parto pode ser até antecipado.

Informações adicionais…

Para ter uma boa gestação e sem complicações como o diabetes gestacional faça exames periódicos regulares principalmente entre as semanas 24 e 28 onde há maior possibilidade de ocorrência da enfermidade.

Embora as causas deste tipo de diabetes sejam ainda desconhecidas, a maioria dos bebes nascem saudáveis. Mas, para isso é necessário que haja rigoroso controle dos níveis de açúcar no organismo como monitoramento constante.

Mesmo após o seu nascimento, o bebê deverá passar por exames e monitoramento do seu nível de açúcar no sangue diversas vezes ao dia e nas semanas seguintes.

Este Artigo foi útil? Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave A Reply