Endometriose Guia | Causa, Sintomas, Tratamento e Cura

0

Dores muito fortes no período menstrual podem indicar ENDOMETRIOSE.
Segundo a Associação Brasileira de Endometriose, a doença acomete cerca de 6 milhões de mulheres no país.



Ela afeta de 10 a 15% das mulheres em idade fértil (de 12 a 45 anos) e 30% destas tem chance de adquirirem infertilidade.

Como identificar a endometriose? Ela tem cura? Quais os sintomas e tratamentos para esta doença?Dores muito fortes no período menstrual podem indicar endometriose

O que é endometriose e como ela se desenvolve?

O endométrio é o tecido que reveste o interior do útero e que, quando não não há fecundação, se desfaz e se transforma na menstruação.

Quando este se faz presente fora da cavidade uterina (nas trompas, nos ovários, na bexiga, etc), diz-se que a mulher desenvolveu a endometriose. Apesar de ser uma doença que se surge durante o processo de evolução da mulher (desde sua primeira menstruação), seu diagnóstico costuma se dar na faixa dos 30 anos.

Causas da Endometriose

O que é endometriose

O que é endometriose

Ela pode surgir através da ‘menstruação retrógrada’ – quando o sangue volta pelas tubas uterinas e acaba nos órgãos próximos (ovários, intestino, etc), através de alguma falha no sistema imunológico e até com a transformação de células fora do útero, que tenham características de endométrio.

Sintomas da Endometriose

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Observe se você possui alguns dos sintomas abaixo, repetidas vezes ao longo dos períodos menstruais e procure um ginecologista.

  • Cólicas menstruais intensas, antes e durante a menstruação;
  • Dor na relação sexual ou na região da pélvis;
  • Cansaço crônico ou exaustão;
  • Sangramento intenso ou irregular;
  • Alterações intestinais durante a menstruação;
  • Dificuldade para engravidar e infertilidade.

Diagnóstico da Endometriose

Inicialmente, a suspeita de endometriose é avaliada de acordo com os sintomas, por meio de exame físico (toque vaginal), mas seu diagnóstico oficial é dado após junção destes com os principais exames auxiliares, como ultrassonografia transvaginal e ressonância magnética. Outros exames complementares também podem ser solicitados, como a colonoscopia, a ultrassonografia transretal, a urografia e a cistoscopia.

Existem diversos exames que podem diagnosticar a endometriose

Existem diversos exames que podem diagnosticar a endometriose

Endometriose tem cura? Conheça os tratamentos

Como a endometriose é considerada uma doença crônica, mas benigna que, até o momento, não tem cura definitiva.

Cirurgia e medicamentos específicos podem dar às pacientes acometidas pela doença uma melhor qualidade de vida.

É importante ressaltar que os medicamentos não vão sanar o problema, mas amenizam os sintomas da doença e podem retardar seu avanço. O importante é que o tratamento utilizado seja prescrito e acompanhado por médico responsável.

A endometriose acaba com a menopausa ou com a retirada do útero?

Apesar de, após a retirada do útero, não haver mais menstruação, isso não necessariamente acabará com a endometriose, visto que os ovários ainda produzirão o estrogênio, hormônio responsável pela estimulação do tecido endometrial. Agora, com a chegada da menopausa, esse hormônio deixa de ser produzido pelos ovários e, sem esse estímulo, a tendência é que os sintomas da doença diminuam até deixarem de existir.

Este Artigo foi útil? Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.988 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave A Reply