Método BLW: Passo a Passo da Introdução Alimentar Sem Papinha

0


Existem cada vez mais técnicas, as quais, tendem a produzir uma independência maior do bebê logo em seus primeiros meses de vida, o que acaba sendo benéfico para o seu crescimento posterior e para o seu desenvolvimento mais saudável.

Umas das técnicas mais conhecidas é o Método BLW, Baby-ledWeaning (Desmame Guiado pelo Bebê) o qual, induz com que o bebê se alimente sozinho, colocando pedaços pequenos de comida na boca e eliminando assim o uso da papinha.

Método BLW: introdução alimentar sem papinha

A expressão em inglês pode até parecer complicada no começo, mas, o método é bem simples de ser aplicado, ele se baseia na tendência de que o bebê precisa se alimentar e vai raciocinar sozinho, de que aqueles pedaços de comida na sua frente são benéficos ao seu corpo.

Esse método foi criado por uma agente de saúde britânica chamada Gill Rapley, a qual, inclusive já escreveu um livro sobre isso, intitulado “Baby-led Weaning: Helping Your Baby to Love Good Food (em tradução livre, Desmame Guiado pelo Bebê: Ajudando seu Filho a Amar Boa Comida).

O princípio é bem básico, a intenção é que o bebê se sente a mesa de jantar, já a partir dos seis meses de idade. Os pais colocam os alimentos na frente do seu bebê e deixe com que ele mesmo se sirva, da maneira com que ele achar melhor e no seu momento.

No Brasil, já existe até um grupo no Facebook discutindo qual a melhor maneira de se aplicar a técnica do BLW, já são mais de cinco mil inscritos, sendo a maioria mães, as quais, querem aplicar esse método em seus próprios filhos.

Método BLW – Como funciona?

Método BLW: introdução alimentar sem papinha

A Organização Mundial de Saúde tem em seus textos, a recomendação de que os bebês ganhem um alimento complementar ao leite materno, já a partir dos seis meses de idade e o que os pediatras sempre recomendaram, foram as papinhas, já pré-fabricadas e mais fáceis de serem dadas.

O que mudou agora, é que esse complemento alimentar pode ser dado por alimentos mastigáveis, já que, aos seis meses de idade, os bebês já teriam condições de mastigar alguns pequenos alimentos, o que, indicaria que a papinha não é mais necessária. Essa, pelo menos, é a conclusão da Rapley.

A prova que os bebês de seis meses já teriam essa condição de mastigar são alguns hábitos comuns para essa idade, tais como: se sentar sem apoio, levar objetos à boca com as mãos e demonstrar interesse no que os adultos comem.

Algumas nutricionistas já defendem a ideia de que o Método BLW seria o melhor para os bebês, a partir de seis meses de idade, como a Jomara de Araújo, da Associação Brasileira de Nutrologia:

“A amamentação é absolutamente dominada pelo bebê, desde os seus primeiros minutos de vida. Portanto, nada mais fisiológico e racional do que seguirmos o mesmo princípio quando, após o sexto mês, iniciamos a oferta de sólidos, quando os bebês já estão preparados para isso”, defende a profissional.

Como fazer o BLW Passo a Passo?

Para que os bebês possam comer os alimentos sólidos junto ao resto da família, é necessário colocá-lo sentando e colocar alimentos, os quais, um bebê com essa idade consiga pegar com as mãos, como cenouras cozidas e cortadas em forma de palitos ou ramos de brócolis, também cozidos, são boas alternativas.

Não se preocupe se o seu filho demorar alguns meses para começar a comer os alimentos, é natural que um bebê de seis, sete, oito meses, comece a brincar com os alimentos ao invés de comê-los, é necessária paciência para que o método BLW funcione da maneira adequada, não apresse os passos do seu filho.

método blw

Método BLW – Introdução e dinamismo são as palavras-chave do método.

Às vezes, um bebê só começa a comer aos 9,10 meses de vida e isso é totalmente natural, apressa-lo, gritar com ele ou dar castigos, apenas pioraria essa situação, é preciso ter calma e tempo para que esse método funcione. Assim, escolha um momento em que seu bebê não esteja irritado ou com fome, dessa maneira, ele vai ter uma chance maior de não sair tacando a comida por toda a casa.

BLW – Quanto tempo para adaptar?

Umas das grandes vantagens do método BLW é que ele oferece autonomia para os bebês, logo em seus primeiros meses de vida, isso é algo cada vez mais raro e pode fazer com que o seu desenvolvimento seja muito mais natural e saudável.

Um estudo publicado pelo British Medical Journal concluiu que bebês que se alimentam sozinhos têm menos risco de se tornarem obesos no futuro, em comparação com os que receberam papinhas.

Isso acontece, pois, essas pessoas que são criadas com o método BLW, acabam criando desde cedo uma consciência de quando estão satisfeitos e ainda conseguem desde pequenos, regular o apetite, algo impossível de ser realizado com a ingestão constante de papinhas.

Além disso, a vida fica menos estressantes para os pais, já que eles podem saborear uma refeição enquanto o prato está quente, dando tempo para o seu bebê comer os seus alimentos e não precisar dar colheradas na boca do bebê, tornando a refeição um momento mais agradável.

Método BLW – Riscos

Umas das preocupações dos críticos do movimento BLW, é em relação a quantidade de alimento ingerido pelos bebês. Para o pediatra Daniel Becker, da Pediatria Integral, do Rio de Janeiro, os pais devem controlar o que os filhos comem, na quantidade adequada de alimento para um bebê de seis meses de idade, é preciso bom senso, reflete Daniel.

Para Rapley, no entanto, o próprio corpo dos bebês é um instrumento poderoso quanto a sua alimentação adequada e nada mais natural do que deixar o corpo define, o quanto de alimento deve ser ingerido ou não.

Para a escritora, a única função dos pais, no método BLW, é dar várias opções de alimentos nutritivos para os bebês terem uma opção de alimentação saudável, com comida de cada grupo alimentar: construtores (carnes e outras proteínas), energéticos (arroz, batata e carboidratos em geral) e reguladores (legumes e verduras).

Para a especialistas, outro benefício da dieta BLW, é que ela permite com que o principal alimento do bebê seja o leite materno, já que, segundo Ripley, “nenhum outro alimento é tão completo e tão fácil de digerir”.

Não é perigoso engasgar?

Outra dúvida que alguns críticos do método BLW tem é o perigo de engasgar, mas, Rapley garante que, contanto que o bebê esteja sentado, ereto, e mantenha controle sobre o que entra na sua boca, não existe risco aumentado de engasgar como BLW, já que todos os alimentos são cortados em pedaços bem pequenos e o bebê já conseguir mastigar e dirigir porções solidas nessa idade.

metodo blw engasgo

Mas, para não correr nenhum risco, deixe com que o seu próprio bebê decida colocar o alimento na boca, já que, ao fazer isso, é um sinal claro de que o corpo está pronto para receber esse tipo de item sólido.

Mais facilidade e mais sujeira?

Ao mesmo tempo que o BLW proporciona uma maior facilidade no momento da refeição, já que os pais não precisarão dar os alimentos na boca dos filhos, ele dá um trabalho maior ao término do almoço ou janta, já que será preciso limpar toda a bagunça de alimentos espalhados pelo seu bebê, pois, é natural que muitos dos alimentos colocados em sua frente, sejam arremessados e espalhados por todo o ambiente.

Para facilitar, existe a aplicação de dois truques: O primeiro é esquecer o prato, pelo menos no começo, quando o bebê estiver tão interessado no objeto, quanto nos alimentos, assim, é natural que ele vai vira-lo e toda a comida vá ao chão.

Outra dica é forrar o chão com um plástico, assim, quando o seu filho resolver jogar os alimentos por todo o cômodo, será mais fácil realizar a limpeza, ao final da refeição. Mas, não se preucupe, como ele gosta de imitar tudo o que vocês fazem, logo, logo, ele estará comendo os alimentos com as mãos e não dará mais trabalho.

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave A Reply