Category

Saúde

Category

Muitas vezes sinal de magreza e desnutrição de uma criança, não é provocado por falta de alimentação, pode ser algo muito mais sérios do que se imagina, pode ser o Mal de Simioto. Quer saber mais sobre essa doença? Continue lendo o artigo e conheça todos os detalhes desse mal.

mal de simioto o que é


Mal de Simioto existe?

Bem, o Mal de Simioto, ainda não é reconhecido de forma oficial pela medicina, mas afeta milhares de pessoas no mundo inteiro, principalmente crianças e em algumas regiões do Brasil.

Como ainda não é uma doença oficializada, o tratamento para a mesma pode variar, pois a doença envolve muitas crendices populares e é conhecida popularmente como “O Mal do Macaco”.

O que é o Mal de Simioto?

O Mal de Simioto é um conjunto de sintomas que formam o quadro de desnutrição infantil de forma crônica.

A Doença do Macaco, como também é conhecida, leva esse nome por conta da condição física que a criança se encontra quando está enferma, que se assemelha a de um macaco, juntamente com a magreza em grau extremo.


Causas do Mal de Simioto

mal de simioto o que éAs causas da doença podem ser relacionadas a má alimentação ou a parasitas.  Todos os sintomas também podem estar associados a alergia a caseína, que é uma substância presente no leite de vaca. 

Hoje em dia muitas mulheres abrem mão de dar o leite materno a seus filhos e introduzem leite de vaca, porém o organismo da criança ainda não possui as enzimas suficientes para digerir esse alimento, o que desencadeia a intolerância.

 Por esse motivo, que os órgãos do governo fazem campanhas a favor do aleitamento materno até a criança ter, ao menos, 6 meses, quando já estão preparadas para dar início aos primeiros alimentos. 

Sintomas do Mal de Simioto

O Mal de Simioto apresenta inúmeros sintomas, como na forma convencional da doença, são eles:

  • Barriga inchada (distensão abdominal)
  • Perda de peso excessiva
  • Osteoporose
  • Falta ou ausência de apetite
  • Braços e pernas finos
  • Anemia crônica
  • Vomito
  • Desnutrição
  • Glúteos atrofiados
  • Apatia
  • Diarreia crônica
  • Esterilidade
  • Dores abdominais
  • Abortos repetitivos.

Sintomas do Mal de Simioto na forma não convencional da doença, podem apresentar-se de forma diferente. São eles:

  • Constipação crônica
  • Alterações e manchas no esmalte dos dentes
  • Distúrbios gastrointestinais pouco evidentes
  • Osteoporose e esterilidade antes da menopausa
  • Irritabilidade
  • Comprometimento no ganho de pelo e estatura
  • Prisão de ventre
  • Cansaço
  • Anemia.

Tratamento para o Mal de Simioto

Como a doença ainda não é reconhecida pela medicina, os médicos tratam os sintomas da doença, pois acaba sendo uma doença assintomática.

Nessa hora é importante, para o médico saber avaliar os sintomas de cada paciente. Porém, em algumas regiões do Brasil, onde o Mal de Simioto é mais frequente, costuma ser tratado por curandeiros e benzedeiras, que usam ervas medicinais. Sabe-se

Há inúmeros relatos de cura da doença feita com essas ervas.

Tratamento Caseiro
O tratamento consiste em dar banho de ervas nas crianças e técnicas usadas para colocar os vermes para fora do organismo. O tratamento caseiro consiste no uso de ervas como manjirioba ou fedegoso, que são usadas na forma de chá, no banho e até como pomada para passar no corpo.

Deixe seu comentário, pois ele é muito importante para nós.

detophyll comprar
Se você quer emagrecer de forma saudável, DETOPHYLL pode ser a solução. O Detox das famosas de Hollywood finalmente chegou no Brasil com a mesma fórmula e composição.

Detophyll é um suco detox instantâneo onde basta adicionar um pouco d’água e beber necessidade de adicionar outros ingredientes.

Se você já conhece o produto e entrou aqui apenas para pegar o desconto, basta clicar abaixo e aproveitar o preço oferecido somente para as leituras do Portal. Senão, continue lendo e veja como o Detophyll age para te ajudar a emagrecer defitinivamente.


Benefícios do Detophyll

Além de não ter efeitos colaterais e contra indicações, os benefícios do detophyll são inúmeros, como por exemplo:

  • Desincha o Abdômen;
  • Acaba com a Retenção de Líquidos;
  • Queima da Gordura Localizada;
  • Acelera o Processo Digestivo;
  • Energético Natural;
  • Extermina Toxinas do Organismo;
  • Detox Completo no Corpo;
  • Melhora Visível na Pele;
  • Regula o Intestino;
  • Combate o Envelhecimento;
  • Acelera o Netabolismo;
  • Repõe Nutrientes Perdidos.
Além de tudo, Detophyll  é aprovado e certificado pela Anvisa e já é o suplemento mais indicados por médicos e nutricionistas no Brasil e no mundo.

Detophyll Funciona?

Bom gente, como eu falei no começo desse post, vou contar minha experiência com Detophyll e vou dizer pra vocês se funciona ou não! Na verdade é que Detophyll me surpreendeu. Eu não imaginava que teria um resultado tão rápido somente tomando esse suco instantâneo.

É importante saber que cada organismo tem um tempo de resposta, mas no meu caso na primeira semana as mudanças já eram visíveis não só para mim mas para todos que me conhecem.

Além do meu resultado, antes de comprar pesquisei muito na internet pois não costumo acreditar em tudo que vejo por aí.

Encontrei na minha pesquisa depoimentos no Facebook que vou deixar abaixo para vocês lerem. Os resultados são absurdamente incríveis:

detophyll funciona detophyll funciona

Como tomar?

A ingestão de Detophyll deve ser todos os dias, pela manhã, sendo a primeira bebida que você deve tomar, em jejum. Desta forma os resultados serão mais rápidos e eficazes.


Efeitos Colaterais e Contra Indicações

Detophyll um suplemento de origem 100% natural e por isso, não possui efeitos colaterais. Dessa forma ele se diferencia de qualquer outro Detox vendido atualmente.

Além de tudo, Detophyll possui mais de 10 benefícios à saúde que já citei acima. Também não há contra indicações para o uso do Detophyll,  porém mulheres grávidas e lactantes devem primeiramente consultar um nutricionista antes de ingerir o detox.


Quanto Custa Detophyll? Qual Preço?

Por ser um lançamento, Detophyll está com preço promocional e para as leitoras do blog, ainda é oferecido um desconto extra.

detophyll onde comprar

 


Garantia

Para deixar sua compra ainda mais segura, o fabricante do Detophyll segue as normas internacionais, oferecendo um reembolso total caso você não consiga obter os resultados desejados.

Você tem 30 dias para solicitar esse reembolso.


Onde Comprar Detophyll?

Para comprar o Detophyll indico o site oficial do fabricante, pois somente lá é vendido produto original, que realmente irá funcionar. Não compre no Mercado Livre ou qualquer outro site que não seja o oficial para não cair em golpe.

  • Para Comprar Com Desconto Exclusivo Do Blog, Clique Abaixo:

 

 


quanto custaDepois de tanto esperar, finalmente foi lançado no mercado brasileiro um suplemento 100% natural de colágeno puríssimo. A Colastrina promete reverter a flacidez, acelerar o processo de emagrecimento, reduzir estrias e mais uma série de outros benefícios que não param por ai. Quer saber se aprovo esse produto? Continue lendo!

 

comprar com desconto colatina

 

Quais são os benefícios da Colastrina?

Dentre os principais benefícios prometidos pelo fabricante da Colastrina estão:

  • Redução total da flacidez;
  • Aceleração do processo de emagrecimento;
  • Unhas mais fortes e resistentes;
  • Redução das quedas de cabelo e fortificação dos mesmos;
  • Redução ou eliminação das Estrias e Celulites;
  • Diminuição de linhas finas e rugas.

Colastrina funciona?

Vou começar logo pelo que interessa: será que essa tal Colastrina funciona mesmo?

Bom gente, eu decidi comprar pelo site oficial e estou tomando há 3 meses. O que posso dizer é que a Colastrina funciona de verdade. Li muitos depoimentos antes de realizar a compra mas só vim escrever para vocês após testar por um período.

Até o momento, de tudo que ela promete, pude comprovar todos os tópicos através do meu uso. Meus cabelos e unhas estão mais fortes e minhas estrias desapareceram.

Selecionei algumas fotos de antes e depois do uso da colastrina que vi na internet. Vejam:

colastrina reduz flacidez

Funcionamento eficaz também no combate a rugas e marcas de expressão, conforme o antes e depois impressionante abaixo:

colastrina funciona

Efeitos Colaterais e Composição

Colastrina é um suplemento totalmente natural, derivada 100% do colágeno, de mais alta qualidade e pura, e por este motivo, ela não apresenta efeitos colaterais.

Como tomar?

Colastrina deve ser ingerida 4 vezes durante o dia, antes das principais refeições e antes de dormir.

Pode ser tomada com água ou suco natural.

Quanto Custa a Colastrina? Qual preço?

O preço médio da Colastrina varia muito de acordo com a quantidade de frascos. Sempre tem desconto.

Consegui para as leitoras aqui do portal, 50% OFF, então, corre! 

preço da colastrina

Para comprar, basta clicar no botão abaixo:

comprar com desconto colatina

Será que isso realmente é possível? Engravidar mesmo tomando anticoncepcional? Para quem tem essa dúvida sinto informar, a resposta é positiva, SIM! Mulheres que tomam anticoncepcional podem engravidar sim.

anticoncepcional engravida
Engravidar com anticoncepcional é possível? – Saiba aqui!

As chances são pequenas e os casos são raríssimos mas mesmo mulheres que tomam em dia seus remédios acabam por correr o risco. Sabe-se que nenhum método anticoncepcional tem índice de segurança igual a 100%. Na maioria das vezes, o fabricante aponta índices maiores ou iguais a 98%. 

Para ocorrer a gravidez em uma mulher que faz uso de anticoncepcional alguns fatores extraordinários precisam ocorrer no ciclo. Para você, que já está apavorada com essas informações, abaixo mostraremos dicas de como evitar que isso ocorra com você até porque prevenção nunca é demais.

ATENÇÃO: Para usar anticoncepcional é necessário tomar sempre os remédios diariamente, nos horários corretos. Se você não é uma pessoa regrada, aconselha-se recorrer a outros métodos contraceptivos.

Por que o anticoncepcional falha?

Existem diversos fatores que podem causar a gravidez, ainda que faça uso do anticoncepcional. Conheça os principais logo abaixo:

  • Mudança do Anticoncepcional;
  • Falhar a pílula (Esquecer de tomar ou até mesmo tomar no horário errado);
  • Ingestão de antibióticos;
  • Vomitar cerca de 4 horas depois de ingerir a pílula;
  • Dosagem incorreta.

Como Engravidar Tomando Anticoncepcional?

A mudança do anticoncepcional é um dos principais motivos de gravidez não planejada por uso indevido de contraceptivo.

Quando o organismo feminino entra em contato com um novo medicamento de outro principio ativo, exemplo, antes sua pílula era a base estrogênio e agora é progesterona, é possível que haja uma demora do corpo no que diz respeito a adaptação com a nova pílula. Desta forma, pode ser que uma brecha fértil fique aberta, possibilitando a gravidez.

Outro fator da gravidez durante o uso do anticoncepcional é o famoso “esqueci a pílula”. Esquecer a pílula é normal pode acontecer, porém se a mulher é mais esquecida com a medicação, o melhor seria optar por uma outra forma de contracepção, ou mesmo o anticoncepcional injetável.

engravidei com anticoncepcional
Anticoncepcional e gravidez.

Esquecer a pílula durante no máximo 12 horas ainda seria relevante, porém um esquecimento de mais de 12 horas ou mais do que 24 horas passa a ter possibilidade de abertura da janela fértil e ai acontecer a gravidez com uso de anticoncepcional. Podemos dizer que se esqueceu do comprimido que deveria ser tomado no dia anterior ao meio dia 24 horas depois não terá um efeito esperado do anticoncepcional e então também abrir uma janela fértil.

Dores muito fortes no período menstrual podem indicar ENDOMETRIOSE.
Segundo a Associação Brasileira de Endometriose, a doença acomete cerca de 6 milhões de mulheres no país.

Ela afeta de 10 a 15% das mulheres em idade fértil (de 12 a 45 anos) e 30% destas tem chance de adquirirem infertilidade.

Como identificar a endometriose? Ela tem cura? Quais os sintomas e tratamentos para esta doença?Dores muito fortes no período menstrual podem indicar endometriose

O que é endometriose e como ela se desenvolve?

O endométrio é o tecido que reveste o interior do útero e que, quando não não há fecundação, se desfaz e se transforma na menstruação.

Quando este se faz presente fora da cavidade uterina (nas trompas, nos ovários, na bexiga, etc), diz-se que a mulher desenvolveu a endometriose. Apesar de ser uma doença que se surge durante o processo de evolução da mulher (desde sua primeira menstruação), seu diagnóstico costuma se dar na faixa dos 30 anos.

Causas da Endometriose

O que é endometriose
O que é endometriose

Ela pode surgir através da ‘menstruação retrógrada’ – quando o sangue volta pelas tubas uterinas e acaba nos órgãos próximos (ovários, intestino, etc), através de alguma falha no sistema imunológico e até com a transformação de células fora do útero, que tenham características de endométrio.

Sintomas da Endometriose

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Observe se você possui alguns dos sintomas abaixo, repetidas vezes ao longo dos períodos menstruais e procure um ginecologista.

  • Cólicas menstruais intensas, antes e durante a menstruação;
  • Dor na relação sexual ou na região da pélvis;
  • Cansaço crônico ou exaustão;
  • Sangramento intenso ou irregular;
  • Alterações intestinais durante a menstruação;
  • Dificuldade para engravidar e infertilidade.

Diagnóstico da Endometriose

Inicialmente, a suspeita de endometriose é avaliada de acordo com os sintomas, por meio de exame físico (toque vaginal), mas seu diagnóstico oficial é dado após junção destes com os principais exames auxiliares, como ultrassonografia transvaginal e ressonância magnética. Outros exames complementares também podem ser solicitados, como a colonoscopia, a ultrassonografia transretal, a urografia e a cistoscopia.

Existem diversos exames que podem diagnosticar a endometriose
Existem diversos exames que podem diagnosticar a endometriose

Endometriose tem cura? Conheça os tratamentos

Como a endometriose é considerada uma doença crônica, mas benigna que, até o momento, não tem cura definitiva.

Cirurgia e medicamentos específicos podem dar às pacientes acometidas pela doença uma melhor qualidade de vida.

É importante ressaltar que os medicamentos não vão sanar o problema, mas amenizam os sintomas da doença e podem retardar seu avanço. O importante é que o tratamento utilizado seja prescrito e acompanhado por médico responsável.

A endometriose acaba com a menopausa ou com a retirada do útero?

Apesar de, após a retirada do útero, não haver mais menstruação, isso não necessariamente acabará com a endometriose, visto que os ovários ainda produzirão o estrogênio, hormônio responsável pela estimulação do tecido endometrial. Agora, com a chegada da menopausa, esse hormônio deixa de ser produzido pelos ovários e, sem esse estímulo, a tendência é que os sintomas da doença diminuam até deixarem de existir.

A gravidez é um dos momentos mais especiais que as mulheres vivem. Esse momento é cheio de emoção, assim como também de dúvidas e algumas preocupações e uma das principais são as dores que surgem na gravidez.

Esses momentos desagradáveis que a gravidez pode proporcionar pode ir desde os incômodos mais leves, até os mais chatos. Esses incômodos são causados por dores e desconfortos, o que é normal durante a gestação, desde que não estejam acompanhados de outros sintomas.

As dores na gravidez são relativamente comuns. Gestantes precisam levar em conta o fato do corpo delas estar em constante mudança para proporcionar um espaço melhor para o feto se desenvolver de modo saudável enquanto ainda estiver na barriga.

DORES NA GRAVIDEZ – O QUE PODEM SIGNIFICAR?

Devido a essas frequentes mudanças durante o período de gravidez, dores e incômodos ocorrem. Mas isso não é uma regra, pois nem todas as grávidas apresentam sintomas como dores e incômodos. No entanto, geralmente, as gestantes relatam que em pelo menos um momento do período da gravidez, sentiram algumas dores.

Dores comuns na Gravidez

Uma das dores mais comuns que as gestantes relatam sentir é a dor lombar. A dor lombar é causada pelo peso da barriga, por isso não deve gerar preocupações maiores.

Dores nas articulações devido à retenção de líquidos também são comuns, e para diminuí-las, é recomendado que a mulher beba muita água e que faça xixi sempre que tiver vontade.

No primeiro trimestre da gestação, diversas gestantes reclamam de sentirem dores abdominais e algumas cólicas, no entanto, isso também é normal, pois ao decorrer da gestação, alguns órgãos vão se comprimindo para dar mais espaço para o bebê. A dor pélvica também é comum, causada pelo peso do feto e também pela retenção de líquidos.

Cólicas são normais na gravidez, mas a gestante sempre deve procurar o médico para relatar as mesmas, principalmente se ocorrerem no terceiro trimestre. Dores são normais da gravidez e nem sempre indicam alguma anormalidade.

dores-na-gravidez-o-que-podem-significar-2

No entanto, se essas dores forem intensas e estiverem acompanhadas de alguns sintomas como tremores, vestígios de sangue na urina, sangramentos, inchaços, o cuidado deverá ser redobrado. Algumas dores indicam anormalidades, sendo essas a dor intensa no ombro esquerdo e também na região no abdômen.

Sobre as dores na gravidez:

  • Algumas dores realmente causam preocupação nas  futuras mães, e também não é para menos. Por esses motivos que durante a gestação, tudo deve ser observado e notificado ao médico.
  • Uma dica para prevenir essas dores é fazer bastante repouso.
  • Em casos de quedas ou pancadas na barriga, o médico deverá ser procurado imediatamente.
  • Caso a mulher note que a dor veio acompanhada de algum outro sintoma e também note alguma anormalidade em seu corpo, também deverá procurar o médico.
  • O pré-natal, os exames rotineiros de gravidez e consultas frequentes com o médico são de extrema importância para a mulher e também para o bebê nesse período, pois caso houver alguma anormalidade, poderá ser identificada e tratada, sem causar maiores danos para a grávida e também para o feto.

A depressão hoje considerada uma doença atinge milhares de pessoas de todas as classes sociais. Mas será possível que ela alcance a gravidez? Isto é algo tão surpreendente que senti a necessidade de dedicar um artigo só para este assunto e te convido a me acompanhar pelos próximos parágrafos.

Depressão na gravidez

O que é depressão?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a depressão é um transtorno mental comum que possui como características: a tristeza, a perda de interesse e a pessoa que sofre deste mal ainda enfrenta constantes oscilações de baixa alto-estima acompanhada ou não de sentimento de culpa.

A depressão na gravidez possui as mesmas características.

Quais são os principais sintomas da depressão?

Além dos que citei anteriormente existem outros como:

  • Dificuldade de manter a concentração: Diversas vezes a vitima parece estar prestando atenção em algum assunto, mas na verdade a sua mente está longe, se observar bem o olhar da pessoa, logo perceberá o quanto ele é vazio.
  • Estado depressivo constante: Sente-se desconfortável, triste e “para baixo”. Este estado pode ser observado com períodos de intensidade alternados, ora altos e ora baixos.
  • Ansiedade: Ao contrario do que se pode imaginar a depressão nem sempre se mostra como um estado de lentidão ou topor, mas gera muita ansiedade.
  • Irritabilidade: Por qualquer coisa, até as mais improváveis fazem com que a pessoa tenha uma grande e forte irritação cuja ocorrência é semelhante ao estado de fúria.
  • Forte fadiga: É muitas vezes sem ter motivo aparente, ou seja, é inexplicável.
  • Problemas e distúrbios com sono: São quadros de forte insônia alternados com irresistível sono.

    Principais causas da depressão na Gravidez:

Como a depressão é um transtorno mental que afeta fortemente o campo emocional é provável que a gestante acometida pela doença encontre a causa do seu problema nos seguintes fatores:

  • Alterações hormonais: O aumento ou diminuição de substancias como a progesterona ou estrogênio pode afetar o seu humor, acentuar características de personalidade ou apresentar mudanças de comportamento.
  • Aumento do estresse: As varias transformações físicas e emocionais, a necessidade de fazer exames regulares, ir ao medico, seguir dietas e mais os problemas do dia a dia criam possibilidades de altas cargas de estresse.
  • Problemas amorosos: A gestante precisa de apoio, carinho e companheirismo, porém nem todas passam a gestação ao lado do parceiro. Em muitos casos elas são abandonadas.
  • Problemas com a gravidez: algumas mulheres sofrem com varias complicações e começam a enxergar a gravidez como um processo traumático, cuja experiência não querem mais vivenciar.

    Quais são os tratamentos para Depressão na Gravidez?

Se a gestante apresentar a maioria dos sintomas apresentados ate aqui é importante consultar com o seu medico e relatar honestamente o seu caso, para que ele te examine e se o resultado do diagnostico for positivo você deverá se submeter a um tratamento. Saiba quais são e como você deve lidar com este problema:

  • Seja gentil com você: Não se cobre tanto em fazer determinadas tarefas, como: deixar o quarto do bebê todo pronto e organizado “para ontem”. Procure fazer tudo com calma de acordo com a ordem de importância, busque relaxar e descansar o máximo.
  • Faça atividades físicas ou recreativas: é uma forma de aliviar o estresse, as preocupações e melhorar o humor. Faça atividades que lhe deem prazer.
  • Não guarde tudo: desabafe. Já foi comprovado pela ciência que o ato de desabafar é mais que liberar palavras é soltar sentimentos, esvaziar a mente e o coração. Escolha um confidente.
  • É importante…

    Depressão na gravidez

Salientar que embora a depressão na gravidez seja uma doença, ela tem tratamento. Não a tenha em segredo, mas compartilhe com sua família, parceiro e principalmente medico, por mais complicada que possa ser uma gestação lembre-se que você vivencia agora um dos momentos mais importantes e lindos: o dom de gerar uma criança.

Você já sentiu uma dor de cabeça muito incomoda e logo começou a ver uma espécie de brilho que durou por alguns minutos? Sentiu um forte enjoo após? Pois é, isso é uma doença chamada de Enxaqueca com Aura.

Só de ler (ou mesmo ouvir) a palavra “enxaqueca com aura” você sente a sua cabeça doer? Quem tem, já teve ou conhece alguma pessoa que sofre com esse tipo de dor sabe exatamente o quanto é difícil suporta-la, pois em muitas ocasiões a sensação que se tem é que a cabeça está sendo enroscada igual a um parafuso ou então que irá explodir a qualquer momento.

Já a enxaqueca com Aura é o tipo de mal que também ocasiona distúrbios auditivos, visuais ou mesmo motores e a dor pode durar entre 4 horas a 3 dias com pico de 1 hora ou ausência de sintomas por um período longo.

Se você não conhece este tipo de enxaqueca ou já ouviu falar e deseja saber mais sobre as suas causas, sintomas e tratamentos é só continuar a leitura deste artigo. Me acompanhe.

Enxaqueca com Aura: Fotos

enxaqueca com aura fotos

Causas da Enxaqueca com Aura

As suas causas ainda são desconhecidas, mas existem várias hipóteses que tentam explicar o problema como, por exemplo, a possibilidade de estreitamento dos vasos sanguíneos cerebrais que seriam os responsáveis pelo surgimento das dores.

Outros fatores que podem provocar a enxaqueca são:

  • Ingerir certos alimentos ou bebidas produzidas a base de cola como o café e os refrigerantes;
  • Se submeter a variações bruscas de umidade e temperatura de um ambiente;
  • Ficar mais de 5 horas sem se alimentar;
  • Sofrer com fatores emocionais, hormonais e estresse.

Confira abaixo outros fatores que podem desencadear a doença:

fatores desencadeantes da enxaqueca com aura

Principais sintomas da Enxaqueca com Aura

Quem sofre de Enxaqueca de Aura relata que a dor chega a durar entre 4 a 72 horas. Além do mais, são perceptíveis alguns sintomas como os listados abaixo:

  • Irritabilidade;
  • Náusea e/ou Vômitos;
  • Fadiga;
  • Círculos escuros sob os olhos;
  • Sensibilidade aos sons, movimentos ou luzes;
  • Transpiração Excessiva;
  • Problemas de concentração e dificuldade para encontrar as palavras;
  • Sensação de lentidão mental;
  • Dor no pescoço.

enxaqueca com aura

Tratamento da Enxaqueca com Aura

Se você sente alguns dos sintomas apresentados anteriormente é recomendável fazer uma consulta com um neurologista que lhe fará várias perguntas e poderá solicitar alguns exames para confirmar se o seu caso realmente é de enxaqueca com aura.

Embora ainda não tenha cura é possível conviver com este problema por meio da ação de medicamentos específicos como, por exemplo, o Naramig. É comum alguns pacientes recorrerem ao AAS e o Paracetamol que, como qualquer outro remédio deve ser consultado com o médico para saber se ele será uma boa alternativa para o seu caso.

Se a mulher gestante sofre com a Enxaqueca com Aura um dos possíveis tratamentos que o ginecologista pode indicar é o de reposição hormonal.

Recomendações para quem sofre de Enxaqueca com Aura

O paciente que sofre com enxaqueca com aura deve tomar alguns cuidados essenciais, pois ela pode desencadear complicações como é o caso do infarto. Geralmente este tipo de enxaqueca passa a ser mais frequente com o passar do tempo, sendo comuns os casos em que o paciente sente dores diárias e constantes.

No caso de mulheres jovens (abaixo dos 35 anos) que tomam anticoncepcionais não devem fumar, caso contrário, o problema da enxaqueca se tornará crônico. Fique atenta as recomendações médicas e alimente-se adequadamente. Cuide-se!

E antes que me esqueça: pode deixar o “seu like” no botão abaixo? Até o próximo post!

Quando se fala em cuidados com a alimentação (que valem para todas as pessoas) é mais do que se preocupar com questões estéticas. A grávida então, que passa por um processo de modificações e alterações rápidas no processo de gestação é a que mais precisa se preocupar e ingerir alimentos que possam lhe fazer mal ou causar Listeriose.

Talvez não tenha ouvido falar desse problema, e é por isso que irei abordá-lo neste artigo, pois é muito importante saber o que é, como prejudica o organismo e as melhores formas de prevenir. Para criar e aumentar a sua consciência sobre o assunto, me acompanhe pelos próximos parágrafos.

  • O que é Listeriose?

Listeriose

É um tipo de bactéria (Listeria monocytogenes) que provoca intoxicação alimentar através da ingestão de produtos contaminados. Para as grávidas é um grande risco contrair essa doença, cuja infecção poderá leva-la a um aborto espontâneo ou na menor das hipóteses o nascimento prematuro do seu bebê.

A contaminação dos alimentos por esta bactéria acontece principalmente em temperaturas bastante frias, ou seja, ela sobrevive e se reproduz facilmente dentro de um refrigerador ou no congelador. E os potenciais grupos de riscos desta infecção são as gestantes, crianças recém-nascidas, idosos, adultos que tenham o seu sistema imunológico afetado ou que sofrem de diabetes e problemas renais.

  • Onde pode ser encontrada a bactéria causadora da Listeriose?

Desde o solo até na água e certos animais como os bovinos e aves e se prolifera facilmente em carnes contaminadas, queijos e outros produtos frios ou processados, frutos do mar congelados ou defumados, vegetais crus e em produtos lácteos não pasteurizados. Porem ela não sobrevive ao cozimento, pausterização ou outras altas temperaturas.

Listeriose

São os sintomas mais comuns da Listeriose:

  • Diarreia;
  • Dores musculares;
  • Náusea;
  • Febre.

Se a bactéria alcançar o sistema nervoso poderá a vitima sofrer com dores de cabeça, perda de equilíbrio, acessos de convulsões, torcicolo e confusão e mudanças no estado de alerta.

Se a bactéria contaminar um recém-nascido o mesmo apresentará os seguintes sintomas:

  • Febre;
  • Vômitos;
  • Irritabilidade;
  • Pouco interesse em se alimentar.

Se você ou o bebê apresentar qualquer um desses sintomas deve procurar a ajuda medica para fazer exames (teste de fluido espinhal e de sangue) e tratamento que pode ser feito através de antibióticos.

  • Quais as melhores formas de prevenção a Listeriose?

Como sempre, os bons hábitos de higiene pessoal e com os alimentos devem prevalecer:

  • Lavar as mãos antes e depois de pegar ou preparar os alimentos assim como lavar em água corrente os vegetais e frutas frescas;
  • Não compre alimentos em estabelecimentos que você não conhece a procedência;
  • Quando for armazenar os produtos limpe bem a geladeira que poderá passar um pano com leve teor de álcool;
  • Não coma alimentos mal cozidos e nem carnes cruas;
  • Não manuseie os produtos que possam ser facilmente contaminados na mesma superfície;
  • Na alimentação em geral, evite carnes mal cozidas, queijos e derivados não pasterizados, frutos do mar defumados e presunto ou salsicha.
  • Considerações Finais

A Listeriose, apesar de provocar males e ser até perigosa para uma gestante e seu bebê, é uma doença de fácil tratamento e de prevenção mais simples ainda. Tenha sempre os hábitos básicos de higiene pessoal, escolha, armazenamento e manuseio de alimentos que evitará o contágio da doença.

Até a próxima!

A azia provoca sempre muito desconforto e na gravidez parece ser ainda pior! Como é um tipo de queimação que começa na região do tórax e sobe pelo esôfago e garganta, a sensação é muito ruim. É como se você estivesse fervendo por dentro ou semelhante a colocar um comprimido efervescente dentro de um copo cheio de água.

Da mesma forma que vem a azia na gravidez também vai embora e por isso existem algumas boas alternativas caseiras que podem aliviar e até fazer desaparecer este incômodo no seu organismo. Quer saber como é possível? Confira nos próximos parágrafos.

Como evitar azia na gravidez?

  1. Evite determinados alimentos

dicas-caseiras-para-combater-a-azia-na-gravidez

A alimentação é tudo! Se você come adequadamente garante a sua saúde, mas se for o contrário acaba a prejudicando. No caso em questão não é muito diferente. Existem alimentos que acabam provocando o aparecimento da azia como os seguintes:

Alimentos ácidos como o vinagre;

  • Condimentos;
  • Frutas cítricas;
  • Café;
  • Leite;
  • Frituras;
  • Bebidas alcoólicas e
  • Sucos industrializados.

Esses alimentos incentivam a azia, pois eles possuem ingredientes como acidez, gordura, conservantes e álcool que são muito prejudiciais para quem sofre com as terríveis queimações.

Alimentos que evitam a Azia

Assim que você eliminou os alimentos anteriores deverá substituí-los por outros realmente saudáveis, nutritivos e que lhe proporcionarão bem-estar como, por exemplo:

  • Comer sempre, que possível, frutas como: maçã, pera, pêssego bem maduro, mamão, uvas, bananas e manga;
  • Comer de 3 em 3 horas e em pequenas quantidades, ou seja, igual ao procedimento utilizado por quem faz dieta para emagrecer;
  • Mastigar devagar e muito bem para facilitar o processo de digestão dos alimentos;
  • Coma bastante salada, principalmente as folhas que ajudam no processo de digestão e ainda oferece a sensação de saciedade e leveza ao corpo.

Quando sentir que a azia vai te atacar um santo remédio é comer uma maçã sem casca. Esta fruta é excelente para o processo digestivo e, ao seguir esta dica, você empurrará a azia para baixo, ou seja, de volta ao seu estômago com todo o suco gástrico. Logo você perceberá como seu organismo vai melhorar.

Uma receita caseira para azia que também é bem utilizada por muitas mamães é fazer uma pequena batida com mamão e iogurte natural. Basta cortar o fruto em pedaços e bater com a bebida no liquidificador. Você escolhe tomar só a batida ou consumir com uma torrada. Contudo, o mamão e o iogurte natural são excelentes para o bom funcionamento do intestino e do estômago.

Remédio Caseiro para Azia na Gravidez

Dicas caseiras para combater a azia na gravidez

A Hortelã é uma planta medicinal que faz muito bem ao estômago e até abre o apetite, além de ser um dos chás mais saborosos. Para prevenir ou combater a ação da azia basta fazer a seguinte receita:

  • Pegue 2 gramas de folhas secas de hortelã ( ou se tiver plantado em casa, utilize as folhas frescas),
  • Ferva 1 xícara de água.

Após fervida, coloque as folhas de hortelã e deixe a mistura em fusão por aproximadamente 10 minutos. Terminado este prazo, coe e beba o chá que você poderá acrescentar ou não, açúcar ou adoçante.

Para fechar…

Evite ao máximo carregar peso logo após as refeições assim como se deve evitar a prática de exercícios com o estômago cheio. Prefira realizar pequenas caminhadas leves após o almoço e também depois do jantar para aliviar o seu organismo. Afinal de contas, ninguém merece a tal da azia que só de pensar já incomoda.  Concorda comigo? Curta e compartilhe esse artigo com suas amigas.