6 atitudes para o bom sono do recém-nascido

0


*Este post foi uma colaboração da especialista Michele Melão do Maternity Coach. Confira mais informações no final do artigo.

É certo que os bebês até os 3 meses dormem muito, cerca de 17 horas por dia, porém nem sempre isso acontece quando os pais gostariam. Normalmente, o sono nesta fase é basicamente regulado pela fome: os bebês acordam para alimentação de 2 em 2 ou de 3 em 3 horas e o gasto de energia para mamar é tão grande que praticamente saem do peito dormindo novamente. Um recém-nascido geralmente fica acordado por 1 hora (tempo para amamentação e higiene). Segundo o pediatra Harvey Karp, o primeiro trimestre de vida do bebê deveria ser considerado como o quarto trimestre da gestação e que por ser uma fase de transição, quanto mais os pais proporcionarem um ambiente parecido com o útero, mais o bebê se sentirá seguro e relaxado para dormir e se alimentar corretamente.

sono do bebe

Confira algumas dicas para manter um bom sono em recém-nascidos

No post de hoje, quero dar 6 dicas especiais para os pais cuidarem do sono dos seus recém-nascidos. A ideia aqui é dar segurança para os bebês e para os pais e minimizar os riscos do seu filho ter dificuldade para dormir ou ter associações erradas de sono, passando a acordar várias vezes de noite, chorar muito para adormecer, fazer sonecas curtas ou mesmo acordar 4h00 da manhã prontos para começar o dia!

– Ensine desde cedo a diferença entre o dia e a noite. Parece assunto batido, mas quando o bebê nasce, o dia e a noite são exatamente iguais e ensinar esta diferença é importantíssimo para seu filho dormir melhor especialmente depois dos 3 meses. Apesar da produção do hormônio do sono não ser adequada até o 4º mês de vida, esta produção é sensível à luz e por isso iluminar a casa de dia e diminuir o ritmo de noite são as principais atitudes para regular o relógio interno do bebê.

– Use um ruído. Dentro da barriga da mamãe o som é constante. O silêncio muitas vezes é estranho para o bebê e por isso muitas crianças dormem melhor quando tem um secador ligado, uma máquina de lavar ou a TV. Para a noite, você pode usar sons da natureza ou o ruído branco que imita o som do útero.

– Mantenha seu bebê por perto nos primeiros meses. Até os 4 meses é importante que um familiar durma perto do bebê. Pode ser alguém em uma cama auxiliar no quartinho da criança (melhor opção) ou colocar o bebê no quarto dos pais (sempre em um berço portátil ou carrinho). A ideia é vigiar mais de perto a noite do seu filho e amamentar adequadamente nestes primeiros meses.

– Enrole seu bebê em um cueiro para as sonecas. Lembre que tudo que remeter ao ambiente do útero vai dar segurança para seu filho. Ficar “solto” dentro do berço pode causar uma certa insegurança para seu bebê. A partir dos 3 meses você já pode ir soltando este cueiro (um pouco a cada dia) até que seu filho durma sem ser enroladinho.

– Invista tempo para entender sobre a segurança do sono do seu bebê antes de ele nascer: prefira colchões firmes, evite travesseiros, protetores de berço, bichinhos de pelúcia ou enfeites dentro do berço, compre roupinhas mais confortáveis e seguras para ele dormir, coloque-o sempre de barriga para cima, evite cobertores ou naninhas que possam prejudicar a respiração dele. Com seu bebê em segurança, os pais ficam mais tranquilos e provavelmente descansarão mais nas horas que o bebê estiver dormindo.

– Por fim, a partir dos 2 meses, já tenha um ritual de sono e uma rotina durante o dia. Mesmo com a alimentação por livre demanda, o bebê acaba dando intervalos aproximados nas mamadas e dormindo nos mesmos horários. O banho no fim do dia também é ótimo para dividir o dia da noite. A partir do banho, já comece a diminuir o ritmo para seu bebê estar mais preparado para dormir de noite. Faça uma agenda para entender o padrão do seu bebê e tente adequar este padrão a uma rotina ideal para a família. Dar previsibilidade para seu filho vai garantir uma criança mais calma para o sono noturno e sonecas.

Michele Melão é Consultora de Sono Infantil e Baby Planner certificada pela International Academy of Baby Planner Professionals (IABPP) e International Maternity and Parenting Institute (IMPI), na Califórnia. É mãe e sócia da Maternity Coach (http://www.maternitycoach.com.br), uma consultoria especializada em diversos serviços para gestantes e bebês.

Contato: [email protected]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave A Reply