Tag

oligospermia o que e

Browsing

A infertilidade é motivo de muita preocupação entre os casais, principalmente aqueles que querem ter um bebê. Muitas vezes ela é associada às mulheres, mas sabemos que não é bem assim, já que em algumas situações o problema pode vir do homem, sendo o principal deles a OLIGOSPERMIA.

Por isso é sempre recomendado que se procure um médico e que se avalie o casal, não apenas uma das partes.

Oligospermia – O que é e Como Tratar


 

O que é a Oligospermia?

Um dos principais motivos que leva um casal a procurar ajuda e um tratamento para engravidar é a oligospermia, também conhecida como oligozooespermia.Oligospermia – O que é e Como Tratar

Enquanto as mulheres nascem com um número certo de óvulos que permitirão sua fertilidade durante a vida, o homem produzirá seu sêmen apenas ao longo de sua vida, podendo ser fértil até em idades mais avançadas, ao contrário da mulher.

A oligospermia é caracterizada pela produção reduzida de esperma. Para que o homem tenha um sêmen fértil e de qualidade, sua quantidade normal é em torno de 20 milhões por mililitro, a produção de uma quantidade menor do que essa pode apresentar baixa qualidade e ser considerada oligospermia.

Diagnóstico da Oligospermia: Testes e Exames

Para o diagnóstico da OLIGOSPERMIA, o homem deve se submeter a um exame chamado espermograma, que deve ser procurado depois que o casal não obtém sucesso na gravidez por cerca de um ano.

Assim, deve-se procurar um médico especializado para iniciar uma investigação de fertilidade.

Oligospermia – O que é e Como Tratar

Entendendo o diagnóstico...
No espermograma, quantidades pouco abaixo de 20 milhões são caracterizadas como uma infertilidade passageira, mas quando esses números são abaixo dos 2 milhões já é caracterizado como um caso mais crítico de oligospermia.

Causas da Oligospermia

A oligospermia pode ter diversas causas, como por exemplo:

  • Inflamação do testículo – que pode ocorrer devido ao uso de roupas muito apertadas,
  • Alimentação;
  • Alcoolismo;
  • Tabagismo;
  • Estresse – que pode reduzir a qualidade e a quantidade de espermas, sendo esse um fator de uma oligospermia transitória, ou seja, é possível de ser controlado e revertido;
  • Consumo de alimentos ricos em gorduras – também pode modificar a qualidade e reduzir a quantidade de espermatozoides, por esse motivo, muitos médicos recomendam uma alimentação saudável para os casais que estão em busca de uma gravidez, com folhas, saladas e carnes magras;
  • Varicocele – é uma condição que pode ser tratada como oligospermia, pois também é responsável pela redução de espermatozoides no homem.

A Hipotireóide também é um fator de risco para a oligospermia, e pode ser detectada através de ultrassom e exame de sangue específicos.

Oligospermia – O que é e Como Tratar


 

Oligospermia: Tratamento

O tratamento pode variar de acordo com o que causou a condição.

Os casos mais simples, ocorridos por estresse, má alimentação, falta de exercícios e roupas apertadas podem ser revertidos rapidamente, apenas com a mudança de hábitos.
O que é a Varicocele Causas e Tratamentos

Em situações mais severas, como no caso de varicocele, deve ser feita uma avaliação médica para que se chegue ao tratamento adequado. Pode ser recomendada uma cirurgia para a correção do problema e, em alguns casos, o uso de medicamentos.

Se a oligospermia for causada por bactérias inflamatórias, o uso de antibióticos específicos podem ajudar muito nesses casos, aumentando a quantidade de esperma produzido.

No caso da oligospermia ser causada por motivos hormonais, deve-se fazer o tratamento através de reposição hormonal.

No caso de oligospermia severa, o médico poderá indicar o melhor tratamento ou, até mesmo, encaminhar o homem para uma fertilização in vitro, para encurtar a espera e desgaste do casal para conseguir obter uma gestação.